MRN participa de sessão da Alepa sobre segurança das barragens


A sessão especial realizada pela Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), no mês passado, colocou em pauta a segurança e fiscalização das barragens.  A reunião foi presidida pela deputada Marinor Brito e contou com participação de representantes do Governo do Estado, Ministério Público do Estado, Instituto Evandro Chagas, Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), Universidade do Estado do Pará (Uepa), Universidade Federal do Estado do Pará (Ufpa), Câmara Municipal de Paragominas, Câmara Municipal de Oriximiná e Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) e movimentos sociais. A Mineração Rio do Norte (MRN) foi a única mineradora a participar do encontro.

Durante a sessão, os parlamentares ressaltaram a preocupação com as barragens de mineradoras e hidrelétricas no Pará, após a tragédia de Brumadinho (MG). “Precisamos assegurar que não haverá tragédias como essa no Estado. Para isso, vamos defender projetos que tratem de obrigação das empresas em eliminar barragens construídas pelo método de alteamento a montante, além de solicitar aos órgãos ambientais a definição de regras claras para o licenciamento ambiental e fiscalização de barragens e criação de políticas públicas estaduais de direitos para as pessoas atingidas por barragens”, pontuou Marinor Brito.

Vladimir Moreira, diretor de Sustentabilidade da MRN, destacou o compromisso da MRN com a transparência e segurança das operações. “Temos uma equipe de cerca de 100 pessoas que atuam na gestão de um sistema que gerencia a segurança do empreendimento. Além disso, a empresa vem se adaptando com os novos marcos regulatórios exigidos pelo Governo Federal. Aproveitamos para reafirmar o compromisso com o diálogo e transparência e dizer que a empresa está de portas abertas para a comissão externa, vistorias e comunidades”, ressaltou.